arquivo exo
coeditoras / co-editors: Ligia Nobre e Luiza Proença
2013
www.arquivoexo.org

O arquivo exo articula e atualiza os projetos, atividades e eventos realizados por/com a exo experimental org. – plataforma autônoma de investigação e ativação de práticas estéticas contemporâneas relacionadas ao contexto sociopolítico brasileiro, com a metrópole de São Paulo como epicentro.

O site arquivoexo.org contribui para a reflexão crítica de iniciativas autônomas similares no Brasil e fomenta a pesquisa e o diálogo ao convidar novos colaboradores a atualizarem questões dos projetos da exo, na interseção entre agenciamentos e práticas artísticas, vozes e memórias.

O arquivo exo foi contemplado pelo Programa Conexão Artes Visuais Funarte/MinC/Petrobrás em 2012.

The exo archive articulates and actualizes projects, debates, artistic residencies, activities and events realized by or with exo experimental org. – an autonomous platform of research and activation of contemporary aesthetic practices related to the sociopolitical context of Brazil, with the metropolis of Sao Paulo as the epicenter.

This website archive (www.arquivoexo.org) seeks to contribute to the questioning of similar initiatives in Brazil when it invites employees to update and expand these projects issues at the intersection between artistic practices and assemblages.


exo experimental org.
codiretoras-fundadoras / codirectors-founders: Ligia Nobre e Cécile Zoonens
2002 - 2007
Ed. Copan, São Paulo

Entre 2002 e 2007, a exo dedicou-se à investigação e produção transdisciplinar no campo artístico, promovendo debates, palestras, exposições, projeção de filmes, publicações e residências para artistas e autores. O edifício Copan (Oscar Niemeyer, 1951-66), localizado no centro histórico de São Paulo, operou como dispositivo e catalisador de muitos dos projetos, ações e atividades, sendo base para um pequeno escritório e as residências artísticas.

Com uma infraestrutura mínima e flexível, articulou-se em rede com diversos agentes e organizações brasileiras e internacionais para colaborações de médio e longo prazos, criando um espaço de encontro e troca de conhecimentos e experiências entre o artista, o urbanista, o pesquisador e outros.

Between 2002 and 2007, exo experimental org. focused on trans-disciplinary research and production in the artistic field, promoting debates, lectures, exhibitions, film screenings, publications and residencies for artists and authors. The Copan building (Oscar Niemeyer, 1951-66), located in São Paulo’s central historical district, operated as a dispositif and catalyst for many of its projects, actions and activities, serving as the base for a small office and for the artistic residencies.

With a minimal and flexible infrastructure, exo articulated a network with diverse Brazilian and international agents and organizations, for collaborations in mid-long term, creating a space for the encounter and exchange of knowledge and experiences between artists, urbanists, researchers and others.
links

são paulo s.a.

africa mundos

práticas documentárias

situação copan

exo - são paulo s.a. archive

arquivo exo intro

website Conexões Artes Visuais Funarte/MinC/Petrobras

principais publicações


Trabalhando no Copan / Working at Copan, Peter Friedl, ed. Steinberg Press, NY, 2007


Guia do Copan, Pablo Leon de la Barra, co-edição exo e pablo internacional magazine, São Paulo, 2006


A Partilha do Sensível, Jacques Rancière, co-edição ed. 34 e exo, São Paulo, 2005


Cosmograms, Melik Ohanian and Jean Christophe Royoux, Ed.Lukas & Sternberg, New York Cosmograms Newspaper Edition distributed by EXO, São Paulo, Brazil, 2005

download pdf

A publicação Cosmograms, uma extensão do trabalho "Seven Minutes before" realizado pelo artista francês Melik Ohanian na XXVI Bienal de São Paulo, em 2004. Cosmograms é um projeto de Ohanian em colaboração com o curador francês Jean-Christophe Royoux. Trata-se de uma reunião de textos realizados com base em entrevistas com autores como Saskia Sassen, Peter Sloterdijk, Tacita Dean, Bruno Latour, Eduardo Viveiros de Castro, dentre outros. A versão brasileira de Cosmograms tem coordenação e distribuição no Brasil de EXO experimental org. O lançamento na Galeria Vermelho foi uma parceria de Istmo- arquivo flexível com a EXO experimental org.


a respeito de SITUAÇÕES REAIS, co-edição Paço das Artes e exo, 2003